(14) 3664-3600

Reller

Dicas de pediatras

  • Para evitar infecções e doenças
    Lavar as mãos é a melhor coisa que fazemos para manter a saúde. Ensine ao pequeno desde cedo como lavar as mãos, segundo a recomendação médica. Ele deve lavá-las esfregando entre os dedos e embaixo das unhas. E reforce que ele deve fazer isso após ir ao banheiro, quando chegar da rua e, claro, antes de comer. Lavar também o rosto quando chega em casa também pode ajudar, pois frequentemente damos e recebemos beijos na face.
  • Para cuidar de feridas
    O filhote se machucou? Se o problema for corte, as dicas de pediatras podem ir desde a aplicação de gelo até o uso de água com sal. No primeiro caso, a alternativa é enrolar um cubo de gelo em um pedaço de papel toalha e aplicá-lo na ferida (em linha reta) durante cerca de três minutos. É importante pressionar o gelo sobre o machucado para que a pressão faça parar o sangramento. Já o uso do chamado “Sal de Epsom” funciona para matar germes e prevenir infecções em cortes e arranhões. A dica é encher um recipiente de água morna e mais duas colheres de sopa de sal, e mergulhar o ferimento na mistura. Mas se esses cuidados não cessarem o sangramento, a recomendação é ir a uma unidade de emergência.
  • Para fazer o filhote comer melhor
    Se o pequeno come com dificuldade, você pode inseri-lo em um ambiente lúdico na hora das refeições. Uma das dicas é ensinar à criança que comer é uma viagem e que o filhote deve explorar essas aventuras experimentando novos alimentos. Caso seu filho tenha algum tipo de alergia alimentar, procure sempre reforçar com ele que não é essa condição que o faz menos saudável que as outras crianças. Segundo os pediatras, devemos ensiná-los que eles são fortes. Isso contribui para a autoestima, acredite!
  • Para amenizar dor de ouvido
    A dica aqui é azeite, ao pingar algumas gotas na orelha do filhote, o óleo acalma o tímpano e ajuda a drenar líquidos com mais facilidade (claro que o ideal é checar com o pediatra do seu filho se ele permite essa tentativa, combinado?).
  • Para tratar birras
    Se você ver uma birra prestes a entrar em ação, diga ao seu filho para colocá-la para fora. Alguns pediatras sugerem essa estratégia para que os pequenos aprendam a canalizar a energia e a frustração de maneira saudável. Mas não é só isso: depois que o filhote se acalmar é o momento de conversar com ele e explicar que, na próxima vez em que ficar zangado, pode fazer alguma atividade física e que, depois de um tempo, pare e respire profundamente, para que pense mais uma vez sobre o que aconteceu.
  • Confie no seu instinto
    Se você sabe em seu coração que algo não está certo, não tenha medo de voltar para um acompanhamento. Mais uma dica importante é que as crianças conheçam, desde cedo, os nomes reais de suas partes íntimas. Isso permite que eles falem confortavelmente com os pais e o próprio médico durante as consultas, para explicar dores e desconfortos. Além de facilitar, no futuro, conversas necessárias sobre sexo.

Fonte: https://www.mildicasdemae.com.br/2017/01/dicas-inteligentes-de-pediatras.html